Aos solteiros

break-free

Laís Modesto | 10/05/2015

“Conjuro-vos, ó filhas de Jerusalém, pelas gazelas e cervas do campo, que não acordeis nem desperteis o amor, até que ele o queira.” Cantares de Salomão 2:7

Hoje em dia, o que não falta são conselhos aos solteiros. Existem muitos ministérios que são exclusivamente dedicados a vida devocional e emocional da nossa juventude, mas quando se trata do coração, nada é tão fácil.

Sabemos que é difícil estar sozinho no sábado à noite e no dia dos namorados. Pior ainda quando a idade vai avançando e o desespero também. Infelizmente, vivemos em uma sociedade que exige que você tenha alguém, que exige que você apresente uma pessoa à sua família, que exige que você declare seu amor para toda a world wide web, que, se você não está com alguém, você não está completo, e você precisa arrumar alguém rápido, não importa quem seja. Não estou aqui fazendo apologia à solteirice, acho importante ter alguém sim, mas, no tempo certo, com a pessoa certa.

A minha pergunta é: Porque tudo isso? Para que tanta pressa?

Como está escrito em Eclesiastes 3:1, tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu. Muitos casamentos são frustrados, corações machucados, pois tiveram pressa, fizeram escolhas erradas e contrárias à vontade de Deus. Olhe ao seu redor, há sempre um exemplo ruim, infelizmente.

Se você é solteiro ou solteira e está lendo isso, quero te encorajar a viver esse tempo de uma forma feliz. Um relacionamento é algo que carrega uma responsabilidade muito grande, se não for vivido de forma correta, pode trazer graves consequências e profundas feridas ao coração. Saiba ser feliz independente do seu status. Por favor, não deixe a carência de atenção e de carinho te dominar. Não se submeta à um relacionamento, que você sabe que está errado, apenas para ter alguém ao seu lado, para suprir suas carências físicas e emocionais. Busque a Deus, estude, faça amigos, descubra um hobby, invista em você, seja a pessoa certa, cuide da terra do jardim do seu coração para a semente do amor que será lançada pelas mãos de Deus, no tempo certo Ele fará brotar.

Quando a pessoa “certa” chegar, você saberá, não haverá dúvidas, nem medos. Ore sempre, Deus te responderá.

Às tias e aos amigos: sem pressão. Obrigada.

Saudações de uma solteira feliz =)

“Lembra-te também do teu Criador nos dias da tua mocidade, antes que venham os maus dias, e cheguem os anos dos quais venhas a dizer: Não tenho neles contentamento;” Eclesiastes 12:1

P.S: Sem pressa.

Anúncios

O lugar secreto

fechadura

“Mas quando você orar, vá para seu quarto, feche a porta e ore a seu Pai, que está no secreto. Então seu Pai, que vê no secreto, o recompensará.”
Mateus 6:6

Resolvi compartilhar aqui e deixar registrado algumas coisas que tenho aprendido na minha caminhada com Deus… Tenho reconhecido o valor da disciplina e da importância que ela tem para o lugar secreto de oração.

Primeiro, partimos do pensamento de que, vida com Deus e relacionamento com Ele, envolve oração e leitura da Palavra, bem como santidade, renúncia e outras coisas que Ele vai nos pedindo durante a caminhada, mas muitas vezes fugimos desse lugar, deixamos o desânimo nos abater, o amor esfriar e, quando percebemos, estamos longe do Pai, pois negligenciamos a comunhão com Ele.

No início da minha vida com Deus, quando passei a reconhecê-lo em meus caminhos, tive muitas experiências maravilhosas com Ele, situações e emoções que nunca senti em toda a minha vida, hoje vejo que era Ele me chamando e firmando os meus passos. Porém, chega um momento da vida cristã que Deus quer que nós andemos por fé, não por emoções, sentimentos ou arrepios, mas, sim, por confiança e amor a Ele.

“Quem se alimenta de leite ainda é criança, e não tem experiência no ensino da justiça. Mas o alimento sólido é para os adultos, os quais, pelo exercício constante, tornaram-se aptos para discernir tanto o bem quanto o mal. “
Hebreus 5:13-14

E por falar em amor, o amor não é apenas um sentimento, penso que ele é muito mais que isso, ele é atitude, é entrega.  Não posso servir a Deus e buscá-lo apenas quando sinto que devo buscá-lo, se eu O amo, eu O busco mesmo quando estou triste, mesmo quando estou fraca, mesmo quando penso que Ele está longe, mesmo quando estou desanimada e quando penso que Ele não vai me ouvir, eu devo buscá-lo, afinal, são nos momentos difíceis que provamos o nosso amor. Observe o que diz em Jeremias 17:7-10

“Bendito o varão que confia no Senhor, e cuja esperança é o Senhor.

Porque é como a árvore plantada junto às águas, que estende as suas raízes para o ribeiro, e não receia quando vem o calor, mas a sua folha fica verde; e no ano de sequidão não se afadiga, nem deixa de dar fruto.

Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o poderá conhecer?

Eu, o Senhor, esquadrinho a mente, eu provo o coração; e isso para dar a cada um segundo os seus caminhos e segundo o fruto das suas ações.”

Muitas vezes Deus permite que passemos por um tempo de sequidão, quando sentimos que as orações não são respondidas e quando parece que Ele está longe demais para nos abraçar e nos ouvir. Enquanto estamos murmurando e pensando que Deus nos odeia, Ele está apenas querendo nos tratar e criar raízes mais profundas em nosso relacionamento com Ele.

Tenho aprendido que Deus está acima das minhas emoções e sentimentos e que Ele SEMPRE tem razão e, que, apesar de todas as circunstâncias, Ele é bom e continua sendo bom, todo o tempo.

Por isso, reconheço o valor da disciplina de uma vida de oração e comunhão. Devemos ser constantes e confiar no Pai, pois Ele nunca nos desampara.

O lugar de oração e leitura da Palavra traz um alinhamento dos nossos corações com o dEle. Ele sempre nos mostra o caminho a seguir e o caminho a voltar, o que fazer e o que não fazer, o sim e o não.

Eu oro para não perdermos esse lugar em Deus, de humildade e reconhecimento da grandeza, soberania e domínio dEle. Que possamos proteger esse espaço com tudo aquilo que temos de mais precioso: o amor de Jesus. Que priorizemos o tempo com Deus como algo de extrema importância. É difícil chegar lá, mas quando se chega, não há nada melhor. Lute para estar nesse lugar, se isso for importante pra você e se você O ama.
Ele sempre te espera, Ele sempre está lá.

“Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto.”
Isaías 55:6

Eu tenho um Pai

Foto: Brindha Naveen

Laís Modesto | 07/07/2014

Como um pai tem compaixão de seus filhos, assim o Senhor tem compaixão dos que o temem” Salmos 103:13

Bom, há quase um mês sem escrever nada, resolvi escrever hoje sobre algo que Deus vem ministrando ao meu coração.

Sei que aqui não é “querido diário”, mas não vou esconder que tenho passado por alguns dias difíceis, não estou reclamando, pelo contrário, me sinto mais dependente de Deus e do amor dEle. O que mais posso querer se já tenho tudo?

Domingo eu estava na igreja e, com os olhos fechados, falava com Deus e fazia algumas perguntas. Ao abrir os olhos, me atentei à uma menininha, que deve ter, no mínimo, uns 6 anos de idade. Ela estava correndo entre os bancos, procurando por alguém, quando, finalmente, ela encontra seu pai. Se eu pudesse, teria registrado esse momento com uma câmera fotográfica. Ela abriu um sorriso tão cheio de alívio, alegria e carinho. Seu pai a correspondia de uma forma tão verdadeira, ele sorria com os olhos cheios de amor. Logo ela estendeu os braços para que ele a pegasse no colo e assim ele fez. Eles se abraçaram e ela o enchia de beijos enquanto o esmagava com seus bracinhos. Eu estava rindo e chorando assistindo esse momento, quando Deus falou ao meu coração que era assim que Ele queria que eu estivesse com Ele, bem junto, bem perto.

Já tem algum tempo que Deus vem me mostrando e me convencendo de que Ele é meu Pai. Ele não é o Deus que aponta para mim e exige 100% de perfeição, mas Ele é o Deus que deseja e espera que eu dependa dEle o tempo todo, que está comigo enquanto durmo e, ao amanhecer, renova as Suas misericórdias sobre a minha vida e acredita em mim, que enquanto choro Ele está ao meu lado e, quando sorrio e estou alegre, Ele se alegra comigo.

Muitas vezes me senti órfã. Muitas vezes senti que Ele não me ouvia e que o meu problema era maior que a força dEle, mas Ele é Pai, Ele ouve, Ele se importa, Ele vê e Ele pode. A única decisão que está nas minhas e nas suas mãos é a escolha de confiar nEle e se entregar, entregar todas as forças, todas as vontades e todos os sonhos, para que a força, a vontade e o sonho dEle se cumpra em nós, pois onde o nosso reino impera, o dEle não encontra espaço. É necessário que Ele cresça e eu diminua. Que venha o Reino e que se cumpra a Sua vontade aqui na terra, assim como ela é feita no céu.

Ainda que os nossos pais falhem conosco, Ele não falha.

Nota

4 verdades inconvenientes sobre namoros

O texto abaixo eu extraí do site minhavidacrista.com. Com muita clareza e sinceridade o autor esclarece alguns detalhes sobre namoro, que muitas vezes a galera deixa passar e ignora, mas que futuramente são motivos que podem pesar no relacionamento e até mesmo serem os causadores de uma separação. Assim como diz em Cânticos 2 versículo 15: “Apanhem para nós as raposas, as raposinhas que estragam as vinhas, pois as nossas vinhas estão floridas.” É preciso cuidar dos grandes e pequenos problemas, pois ambos estragam o relacionamento. O importante é depender de Deus sempre e agir conforme a direção dEle em todas as coisas, pois Ele sempre tem o melhor.

4 verdades inconvenientes sobre namoros
Texto extraído do site minhavidacrista.com 

58e615f111c61b517590ab15d8cc786b

Por: Luciano Bruno

Vem dia dos namorados, passa o dia dos namorados e é quase tudo sempre igual. Algumas pessoas parabenizam a si mesmas por estarem solteiras e assim evitarem “dor de cabeça” enquanto outras pessoas lamentam-se por ainda não ter encontrado ou vivido um grande amor. Fato é que, atualmente, tudo o que se fala sobre amor, namoro, relacionamento e casamento, deve ser analisado minuciosamente, pois nas entrelinhas dos discursos, pode-se estar imposição de comportamentos, apenas experiências individuais dos líderes e ensinamentos sem base bíblica sólida, apenas enraizados em ensinos da psicologia e outras ciências.

Hoje pretendo apresentar quatro verdades que observei ao longo de minha vida cristã. São baseados em minha experiência trabalhando e aconselhando jovens, a partir da minha leitura bíblica e também de leituras de conteúdos diversos relacionados a área de relacionamento. Elenco essas quatro verdades abaixo. Leia, repasse e critique se necessário, mas apenas não deixe de refletir.

1. Você precisa saber que só amor não sustenta o namoro e casamento

Em nossos dias, é muito comum ver cerimônias de casamento recheadas de decorações caras, músicas bonitas e declarações de amor muito apaixonadas. Isso é lindo de se ver mas, às vezes, denota uma dose de exagero em relação à paixão do casal. Hoje em dia as pessoas namoram e casam porque estão enfermas de amor, loucamente apaixonadas uma pela outra. Por essa razão, não fazem avaliação de caráter, conduta e procedimentos. Começam a namorar e até chegam a casar assim, e depois de alguns anos, esse amor vai se tornando insustentável, a admiração vai embora e os defeitos tornam-se simplesmente insuportáveis, isso porque a pessoa casou-se com alguém que amava e não com alguém de caráter reto e justo. Mais do que amar, você precisa namorar e casar com alguém de caráter. O amor vem disso. É por isso que é necessário responder à questão “quero alguém para casar e dividir toda a vida ou alguém a quem apenas amo?”.

2. Você não namora e nem casa para ser feliz

Dados do IBGE apontam que de cada mil casamentos, três terminam em divórcio. Parece até positivo, mas somente se não contarmos as separações não registradas e o sem número de casos de pessoas que passam a viver praticamente “separados” sob o mesmo teto. Isso acontece porque a maior parte dos casais vão ao matrimônio com uma clara expectativa de encontro da felicidade. E lá vão o moço e a moça, um esperando que o outro o faça feliz, ou seja, um tentando “sugar” o outro. Como diz o conhecido livro de Craig Hill, ficam então duas pulgas e nenhum cachorro. Ninguém namora ou casa para ser feliz, antes, o objetivo deve ser “fazer feliz”. Casamos para fazer outra pessoa feliz, casamos para abençoar e é por isso que somos abençoados, nunca o contrário. Em suma, ninguém deve namorar ou casar para ser feliz, mas sim para amar!

3. Jugo desigual é mais do que você imagina

Normalmente, falamos que jugo desigual é quando uma pessoa cristã acaba namorando ou casando com alguém que professa outra fé. Isso é real e extramemente perigoso e prejudicial. Pessoas que assumem a responsabilidade de se casar com descrentes, devem também assumir a responsabilidade de possivelmente ter os filhos descrentes, conflitos de valores e crenças na criação e a possibilidade de uma vida infeliz. Tudo é hipótese neste caso.

No entanto, diferente do que a maioria acha, jugo desigual vai muito além de conflito de crenças. Há casais que amam a Cristo igualmente, mas possuem conflitos em sonhos, em expectativas de vida e etc. Em alguns casos, em nome do amor que sentem em Cristo, conseguem abrir mão e chegar a um consenso, mas há casos em que isso não acontece, então o que se tem é frustração e decepção. Jugo desigual é mais do que você imagina.

4. Pessoas não mudam

“People don´t change” é um dos bordões do emblemático Dr. House. Alguém poderia responder dizendo que “Deus tem poder para mudar uma pessoa”, é verdade e eu concordo que Deus tem poder para mudar uma pessoa. No entanto, sobre isso duas observações precisam ser feitas. A primeira é que o fato de Deus ter poder para mudar não significa necessariamente que ele vai mudar. Em segundo lugar, porque caso mude, não irá mudar a estrutura personal, pois neste caso a pessoa deixaria de ser ela mesma, e passaria a ser outra pessoa. Simples assim. Isso tudo significa dizer que pessoas não mudam, ou seja, o namorado calado será um marido calado, a namorada escandalosa será uma esposa escandalosa e assim por diante. Pessoas não mudam!

A voz de Deus no deserto

desertcut

Laís Modesto | 04/06/2014

“Portanto, eis que eu a atrairei, e a levarei para o deserto, e lhe falarei ao coração.” Oséias 2.14

A versão da NTLH (Nova Versão na Linguagem de Hoje) diz:

“Deus disse ao povo de Israel: Vou seduzir a minha amada e levá-la de novo para o deserto, onde lhe falarei do meu amor.”

Como o próprio nome já diz, ‘deserto’ é um lugar de sequidão e solidão. Quando um lugar é pouco movimentado e não há pessoas, costumamos dizer que esse tal lugar é deserto, pela sua solidão. Quando Deus diz que quer atrair a Sua amada ao deserto e ali falar-lhe ao coração, Ele quer dizer que quer estar a sós e revelar o Seu amor, porém, é somente em meio aos ‘desertos’ da nossa vida, em meio a sequidão da nossa alma que buscamos ao Senhor, que ficamos a sós com Ele. Existem outros lugares desabitados que não possuem a aridez do deserto e o Senhor poderia atrair a Sua amada até qualquer um desses lugares, mas é no deserto da vida que nos lembramos que existe um Deus, o nosso amado.

O Pai nos ama e tem saudade de nós. Seus braços estão abertos a nossa espera. Ele quer que o Seu povo se volte para o Seu amor e Sua presença.

Note, a versão King James de Oséias 2.14 diz:

“Apesar de tudo, decidi trazê-la para mim, eis que vou levá-la para o deserto e lá, a sós, falarei ao seu coração.”

Apesar de tudo, apesar de todo esquecimento, apesar de toda idolatria, apesar de toda prostituição que Israel estava vivendo longe de Deus, ainda assim, Ele decidiu trazê-la para o seu amor.

O deserto é necessário, pois lá não existem outras vozes, a única voz que falará é a voz do Senhor. Ele é um Deus de perto, um Deus que nos busca, que nos ama e nos deseja, um Deus que quer relacionamento, Ele quer nos encontrar não apenas naquela oração antes da refeição ou antes de dormir, ou no culto durante duas horas aos domingos, Ele quer falar conosco o dia inteiro, quer o nosso abraço ao acordar, o nosso pedido de ajuda quando nem tudo está bem, a nossa gratidão em todo tempo e a dependência PARA tudo e EM tudo.

Silencie o seu coração para ouvir o Pai, para que Ele lhe fale do Seu amor.

Corra para Ele, o amor dEle é tudo.